Cordel Corpos Visíveis

Por Tertuliana Lustosa

Criação coletiva durante a oficina CORDEL DISSIDENTE na mostra Copos Visíveis, no dia 09/06/2018. Devido à censura do prefeito do Rio de Janeiro Crivella, levando à transferência da mostra em parte da Arena do Parque de Madureira para a Fundição Progresso, nos solidarizamos e unimos as oficinas CORDEL DISSIDENTE e DRAMATURGAY, ministrada por Peter Franco.

>>>DRAMATURGAY / Peter Franco
Workshop Processos da autobiografia e escrita no teatro documental

O autobiográfico, o teatro documental e a construção de nossas próprias narrativas LGBTQI+. A oficina será conduzida a partir das seguintes questões: de que modo as narrativas pessoais podem ser contadas, escritas, faladas e quais são as relações e os motivos do seu silenciamento.

>>>CORDEL DISSIDENTE / Tertuliana Lustosa

A Oficina parte de uma introdução teórica sobre a história e as origens da literatura de cordel e a produção de um verso de poesia de cordel numa estrutura tradicional e outra num estilo totalmente livre. A segunda parte do curso é a confecção de xilogravuras.

As oficinas dialogaram muito e como resultado tivemos o cordel CORPOS VISÍVEIS, com escritas de si, imagens em xilogravura e reflexões sobre corpo dissidente e censura:

cordel CORPOS VISÍVEIS